Busca
Faça uma busca por todo
o conteúdo do site:
   
Home
Atualização Cadastral
Áreas de Atuação Profissional
Biblioteca
Bolsa de Empregos
Certidões
Comissões Técnicas
Concursos Públicos (CRQ-IV)
Consulta de Registros
Cursos e Palestras
Dia do Profissional da Química
Downloads
Eventos
Espaços para Eventos
Fale Conosco
Fiscalização
Formulários
Game
Informativos
Juramento
Jurisprudência
Legislação
Licitações
Linha do Tempo
Links
Localização
Noticiário
Perfil
Planos de Saúde
Prêmios
Publicações
QuímicaViva
Regimento Interno
Selo de Qualidade
Sorteios
Transparência Pública
Siga-nos no Twitter   Conheça nosso Facebook   Nosso canal YouTube
 



Matéria Anterior   Próxima Matéria

Conselho recebeu Akira Suzuki


Conforme anunciado na edição passada do Informativo CRQ-IV, o japonês Akira Suzuki, um dos ganhadores do Prêmio Nobel de Química de 2010, esteve na sede do Conselho no dia cinco de setembro, onde realizou uma palestra para aproximadamente 180 pessoas.


O evento foi aberto por Edson Bauer, presidente da Associação Brasileira de Engenharia Química, entidade que participou da organização. Ele saudou o professor Suzuki, lembrou de sua trajetória como estudante, da carreira acadêmica iniciada em 1950 e afirmou que o visitante deu uma importante contribuição para o bem da humanidade.


A seguir, Suzuki foi saudado pelo presidente do CRQ-IV, Manlio de Augustinis, que em seu discurso falou das ações da entidade para comemorar o Ano Internacional da Química, como as campanhas publicitárias em jornais, revistas, rádio e televisão. Ressaltou, porém, que a iniciativa mais importante é o programa Palestras AIQ, pois representa uma oportunidade de mostrar para as crianças e adolescentes as contribuições da química para o bem-estar da sociedade. Ao encerrar sua participação, Augustinis entregou uma placa ao professor Suzuki para marcar sua visita ao Conselho e cumprimentá-lo pela conquista do Prêmio Nobel.


Trazido ao Brasil pela Indústria Química Umicore, Suzuki falou por cerca de 50 minutos sobre o processo de acoplamento cruzado catalisado por paládio, que lhe valeu o Nobel. A técnica desenvolvida por ele permitiu a síntese de moléculas de carbono antes só existentes na natureza. Os estudos de Suzuki juntamente com os dos outros dois ganhadores do Nobel de 2010 –  o também japonês Ei-ichi Negishi e o norte-americano Richard F. Heck –, viabilizaram a produção de medicamentos para combate ao câncer e a hipertensão, defensivos agrícolas, além de  terem aplicações na área eletrônica.


Durante a apresentação, Suzuki falou da importância de sua descoberta para a ciência, mostrou as fórmulas químicas envolvidas nas reações e citou empresas dos EUA, Europa e Japão que já estão utilizando a Suzuki coupling, técnica que descobriu a partir da adição de boro nas reações acopladas com paládio.

 

Plateia - Muito solícito, ao final de sua apresentação Suzuki abriu espaço para responder às perguntas do público. Duas pessoas o questionaram sobre sua fase de estudante e como era sua vida cotidiana. Com bom humor e simplicidade, ele respondeu que não é uma pessoa diferente das outras e que leva uma vida que classificou como “comum”. Outros participantes formularam questões técnicas, pedindo detalhes sobre o acoplamento cruzado catalisado por paládio.

 

Clique aqui para mais informações sobre a vista de Akira Suzuki.





Relação de Matérias                                                                 Edições Anteriores

 

Copyright CRQ4 - Conselho Regional de Química 4ª Região