Busca
Faça uma busca por todo
o conteúdo do site:
   
Home
Acesso à informação
Atendimento Presencial
Atualização Cadastral
Áreas de Atuação Profissional
Biblioteca
Bolsa de Empregos
Cadastro de Cursos
Certidões
Comissões Técnicas
Competências e Estrutura Organizacional
Concursos Públicos (CRQ-IV)
Consulta de Registros
Cursos e Palestras
Dia do Profissional da Química
Downloads
E-Prevenção
Eventos
Espaços para Eventos
Fale Conosco
Fiscalização
Informativos
Juramento
Jurisprudência
Legislação
Licitações
Linha do Tempo
Links
Localização
Logística reversa - Convênio
Noticiário
Ouvidoria
PDQ
Peritos Químicos
Planos de Saúde
Prêmios
Prestação de Contas
Publicações
QuímicaViva
Selo de Qualidade
Simplifique
Sorteios
Termos de privacidade
Transparência Pública
 
Catalisadores - Conselho Regional de Química - IV Região

Catalisadores 

 




Catalisadores são substâncias naturais ou sintéticas que afetam a velocidade de uma reação química, acelerando as desejáveis ou retardando as indesejáveis. O desenvolvimento e o uso dessas substâncias são parte importante da constante busca por novas formas de aumentar o rendimento e a seletividade de produtos, a partir de reações químicas.

O hidrogênio e o oxigênio gasosos, por exemplo, são virtualmente inertes à temperatura ambiente, mas reagem rapidamente quando expostos à platina - o catalisador da reação.

O desenvolvimento e o uso de catalisadores são parte importante da constante busca por novas formas de aumentar o rendimento e a seletividade de produtos, obtidos em de reações químicas. As primeiras menções dessas substâncias datam de 2 mil anos atrás, quando os fabricantes de vinhos, pães e queijos descobriram que era necessário adicionar uma pequena quantidade da partida anterior para fazer um novo lote de um desses produtos.

Todavia, foi somente em 1835 que Berzelius, químico sueco, definiu o fenômeno da catálise que já havia sido observado, indicando que pequenas quantidades de uma origem externa poderiam afetar significativamente o curso de reações químicas. Esta força misteriosa atribuída à substância foi chamada catalítica. Em 1894, expandiu-se a explicação anterior com a afirmação de que catalisadores eram substâncias que agiam sobre a velocidade de reações químicas, sem serem consumidas. Desde os trabalhos de 1835, essas substâncias elas têm desempenhado um importante papel econômico no mercado mundial.

Alguns exemplos de catalisadores:

  • A alumina (Al2O3) é utilizada na desidratação de álcoois.

  • Elementos como prata (Ag), cobre (Cu), platina (Pt), ferro (Fe), níquel (Ni) e seus óxidos, bem como o dióxido de manganês (MnO2), são utilizados em reações de oxidação.

  • O fosfato de níquel, o cálcio e o óxido de crômio catalisam a desidrogenação de um derivado de petróleo chamado butano. Esse processo é usado na formação do butadieno industrial que, por sua vez, é empregado na produção de borracha sintética.

Compartilhe:
Copyright CRQ4 - Conselho Regional de Química 4ª Região