Busca
Faça uma busca por todo
o conteúdo do site:
   
Home
Acesso à informação
Atendimento Presencial
Atualização Cadastral
Áreas de Atuação Profissional
Biblioteca
Bolsa de Empregos
Cadastro de Cursos
Certidões
Comissões Técnicas
Competências e Estrutura Organizacional
Concursos Públicos (CRQ-IV)
Consulta de Registros
Cursos e Palestras
Dia do Profissional da Química
Downloads
E-Prevenção
Eventos
Espaços para Eventos
Fale Conosco
Fiscalização
Informativos
Juramento
Jurisprudência
Legislação
Licitações
Linha do Tempo
Links
Localização
Logística reversa - Convênio
Noticiário
Ouvidoria
PDQ
Peritos Químicos
Planos de Saúde
Prêmios
Prestação de Contas
Publicações
QuímicaViva
Selo de Qualidade
Simplifique
Sorteios
Termos de privacidade
Transparência Pública
 

Mar/Abr 2004 

 


Relação de Matérias   Próxima Matéria

Editorial - Um passo importante


A liminar afastando os efeitos da Resolução 387, principal destaque desta edição, deve ser vista como um passo importante na luta para derrubar de vez a medida discrimina­tória e ilegal baixada no final de 2002 pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF) e que provocou estragos ao longo do ano passado. Para quem não se lembra, sob pretexto de disciplinar as atividades dos farmacêuticos que atuam na indústria de medicamentos, o CFF editou uma resolução cujo principal objetivo era, na verdade, criar empregos para a sua base a partir da eliminação da concorrência de profissionais - principalmente os da química - que histórica e legalmente também atuam nesse setor. Para tanto, o CFF se viu no direito de apontar na citada resolução os cargos e atividades que a partir de então poderiam ser ocupa­dos exclusivamente por farmacêuticos.

Por se tratar de uma liminar cuja amplitude beneficia apenas uma empresa e os químicos por ela contratados, ainda é preciso comemorar essa vitória com cautela. Falta ainda o julgamento definitivo do mérito. Mas é claro que se este repetir o entendimento da liminar - e as análises apontam para isso - a Justiça terá sido feita.

Outro destaque desta edição é a história da profissional da química que de forma surpreendente descobriu que era responsável técnica por um produto sobre o qual jamais ouvira falar. Além de servir de alerta para outros profissionais, o assunto abre uma discussão sobre a publicidade e a comercialização indiscriminada de produtos - sobretudo cosméticos - que prometem resultados fantásticos sem que os consumidores tenham de fazer maiores esforços físicos além daquele necessário para efetuar a compra.

Veja também neste número um breve histórico e as metas do novo presidente do CRQ-IV, o engenheiro Manlio de Augustinis.  




Relação de Matérias                                                                 Edições Anteriores

 

Compartilhe:
Copyright CRQ4 - Conselho Regional de Química 4ª Região